Play
Prev
Next

DOIS ALUNOS DO PROJETO SOCIAL DANÇAR A VIDA PARTICIPARAM DE UM DOS MAIORES FESTIVAIS DE DANÇA DO MUNDO!

Aos 8 anos de idade, quando iniciaram ballet na Escola de Dança Petite Danse (através do Projeto Social Dançar a Vida), Jonatas Soares e Denilson Almeida não poderiam imaginar que chegariam tão longe. Em fevereiro de 2017, aos 16 anos, eles participaram de um dos maiores festivais de dança do mundo: O , na Suiça.

Não é fácil conseguir uma vaga nesse festival tão disputado. A seleção acontece por vídeos e seletivas presenciais na Ásia e América do sul. A concorrência é sempre muito grande; esse ano foram mais de 300 vídeos enviados e centenas de candidatos participando das seletivas. Apenas 68 bailarinos foram aprovados, entre meninos e meninas do mundo inteiro. Desse total, apenas 7 eram brasileiros e 2 da Escola Petite Danse.

O motivo desse interesse é simples: durante uma semana inteira, os bailarinos ficam imersos no festival. Diretores e professores das maiores companhias de dança do mundo, param suas atividades e doam seu tempo e conhecimento para esses futuros bailarinos. São aulas, palestras, ensaios com coachings renomados, feedbacks individuais e apresentações clássicas e contemporâneas. É o sonho de qualquer bailarino.

São 5 dias de muita aula e aprendizado. No sexto dia, acontece a noite competitiva, onde todos participam com coreografias clássicas e contemporâneas. Nessa apresentação, eles são avaliados pelos jurados, que selecionam 20 candidatos para participar da grande final.

No sétimo dia, apenas os finalistas se apresentam e no final, acontece a cerimônia de premiação.
Além de toda experiência, os bailarinos são tratados como estrelas: recebem lanches, massagem, são convidados para entrevistas em canais de TV, ganham camisas, flores, elogios, aplausos e outros mimos!

Quanto aos nossos bailarinos, ambos tiveram um ótimo desempenho no festival:
Denilson Almeida foi selecionado entre os 20 finalistas do festival. Recebeu o prêmio Artístico Nureyev, além de 6 bolsas de estudo para escolas de dança renomadas nos USA e Europa. Entre elas, o Royal Ballet, em Londres. Essa foi a opção do bailarino, que já está com contrato assinado para iniciar em Agosto de 2017.

Jonatas Soares recebeu 4 bolsas de estudos para grandes escolas na Europa. Em destaque, um convite como trainee do Dutch National Ballet, na Holanda. Em Agosto de 2017, ele também embarca para Europa nesse grande desafio.
Nossa experiência foi registrada através de vídeo blogs diários. Vocês podem assistir nesse link:

Espetáculo de final de ano

Em 2016, o tema espetáculo de final de ano da Escola Petite Danse, foi “Harlequim e Colombina”.

A idéia do tema, veio de dois alunos do Projeto Social Dançar a Vida: Jonatas Soares e Denilson Almeida. Os dois atuaram no espetáculo, representando os personagens principais e mostraram ao público que não entendem apenas de dança e sim de arte!

Além da técnica de dança, o projeto também atua na parte de expressão facial e interpretação dos alunos, pois entende que para um bailarino ser completo, essas habilidades são essenciais.

Ex alunos pelo mundo

Em 2016, mais quatro alunos do Projeto Social Dançar a Vida receberam contrato de trabalho para grandes companhias de dança no Exterior, completando assim a formação técnica da dança e iniciando carreira como bailarino profissional

Alyson Gomes – Orlando Ballet (EUA)

Mayanie Magri – Sarasota Ballet (EUA)

Alexandre Barbosa – Sarasota Ballet (EUA)

Matheus Sousa – Landestheater Linz (AÚSTRIA)

Depoimento de um ex aluno

Entrei no projeto social Dançar a Vida no ano de 2012, com 17 anos. Onde tive todo apoio pedagógico no meu currículo profissional como bailarino. Participei de diversos espetáculos com a escola de dança Petite Danse, e outros mais com a Cia Dançar a Vida.

Com 21 anos recebi a oportunidade de estudar fora no Orlando Ballet School – Flórida e ainda com estágio de trainne na companhia do Orlando Ballet. A rotina está sendo bem pesada, faço aula na escola, vou direto para a companhia. Lá aprendo as coreografias do corpo de baile da companhia, e volto pra escola para fazer mais aulas. Meu horário é de 10h da manhã as 19:30 da noite com 1h de almoço, faço três aulas por dia, mais os ensaios. A rotina é pesada, mas esta tudo sendo muito legal trabalhar com que eu gosto.

Aprovados para participar do Prix de Lausanne, na Suiça!

Denilson Almeida e Jonatas Soares foram aprovados para participar do Prix de Lausanne, na Suiça!
Eles iniciaram ballet aos 8 anos, na Escola de Dança Petite Danse, através do Projeto Social Dançar a Vida. Cada conquista na vida desses meninos é muito comemorada, pois nada veio fácil. Trabalho diário, disciplina, dieta, suor e muita força de vontade fazem parte dessa caminhada!

lausanne-1

O Prix de Lausanne é um dos maiores e melhores festivais de dança do mundo, e só de “estar lá” já define o aluno como possivelmente um grande futuro bailarino profissional.

lausanne-2

Estamos felizes em saber que o nosso trabalho proporciona experiências, profissionais e pessoais, únicas na vida desses jovens!
Agradecemos também a toda a equipe por trás desse trabalho.

Agora vamos torcer juntos!

lausanne-3

Alunos do Projeto Social se destacam em Festival de Petrópolis

Petrópolis é um município localizado no interior do estado do Rio de Janeiro, também conhecido como Cidade Imperial. Um lugar que valoriza a arte e principalmente a dança, recebendo vários eventos durante o ano. Em Setembro, aconteceu o 25º Concurso Nacional de Dança de Petrópolis. A Petite Danse participou com as companhias de Jazz, Ballet Clássico e Street Dance da Escola. Veja abaixo alguns resultados:

 

 

14440719_600386623494954_6198632161412731717_n

 

PREMIAÇÕES ESPECIAIS

 

MELHOR BAILARINO: Denilson Almeida

 

 

1º LUGAR

Coreografia: Fundo do Mar (Balet Repertório) – Remontagem: Patrícia Salgado

Variação Capitão Phoebus – (Repertório) Solista: Denilson Almeida

Coreografia: Última Estação – (Solo Contemporâneo) Coreografia: Matheus Souza  /  Solista: Denílson Almeida

Coreografia: Indigo  (neoclássico) – Coreógrafo: Diego Lima

Coreografia: Sonata –(neoclássico) Coreógrafo: Matheus Souza / Solista: Camila Fernandes

Coreografia: Fardo – (Contemporâneo) Coreógrafo: William Lima / Bailarinos: Natália Ramos e Willian Lima

Coreografia: Alvoroço – (trio contemporâneo)  Coreógrafo: Willian Lima

 

14469555_1648132602183516_3691236094109525950_n

2º LUGAR

Variação masculina La Fille – Solista;  Jonatas Soares

Coreografia: Benguelê (contemporâneo) – Coreógrafo: Matheus Souza / Solista: Jonatas Soares

Coreografia:  Reticências – Coreógrafo: Matheus Souza

Coreografia: Pizzicato  (clássico) – Coreógrafo: Matheus Souza

Coreografia: Charmant (duo clássico) – Coreógrafo: Matheus Souza

Grand Pas de Deux Copélia – Remontagem: Patrícia Salgado  / Bailarinos: Denilson Almeida e Ana Letícia Godoy

Coreografia: Impulsos (duo contemporâneo) – Coreógrafo: Willian Lima

Coreografia: Silêncio das Rosas (contemporâneo) Coreógrafo e solista: Willian Lima

Coreografia: Nossa Realidade (contemporâneo) – Coreógrafo: Willian Lima

Coreografia: Revoar – (Contemporâneo) – Coreógrafo: Willian Lima

 

3º LUGAR

Variação de Raymonda (repertório)– Solista: Amanda Leão

Coreografia: Estranha Beleza (neoclássico)– Coreografia: Matheus Souza / Solista Fernanda Zouein

Variação Carnaval em Veneza (repertório)– Solista: Manoel Oliveira

Coreografia: Apenas Respire (contemporâneo)- Coreografia: William Lima/ Solista: Maria Antonia Schimitt

Através da dança desenhamos novas trajetórias e transformamos vidas!

Conheça essa história!

Matheus Sousa fez parte do Projeto, atuou como bailarino na Cia Dançar a Vida e atualmente, enquanto organiza a documentação para se mudar para Europa, atua como coreógrafo na escola de Dança Petite Danse para trabalhos que são apresentados nos festivais de dança.

A história de vida e carreira dele, é marcada por superações! Conheça um pouco dessa história.

“Meu nome é Matheus Sousa, tenho 22 anos. Nasci em Santo Antônio de Pádua e lá comecei a fazer aulas de ballet em 2008.

No ano de 2010 a partir da audição do projeto Dançar a Vida, ganhei uma bolsa de estudos para a Escola de Dança Petite Danse.

Graças ao projeto, tive várias oportunidades de conhecer lugares incríveis de todo o Brasil, aprender com grandes mestres do ballet do Brasil e do mundo.

Além da bolsa de estudos que minha família não tinha condições de financiar, morei no alojamento que o projeto oferece para alunos que vem de outra cidade como eu.

Tive a oportunidade de entrar na companhia Dançar a Vida, onde obtive toda minha bagagem profissional, pude dançar em muitos lugares diferentes, para públicos que ainda não tinham contato com arte, e isso é muito gratificante.

Esse ano passei três meses na Europa (Janeiro a Abril) visitando, fazendo aulas e tentando ingressar em alguma cia européia. Foram 14 audições, nove países, mais de 20 cidades. Consegui um contrato em Lecce na Itália. Estou muito feliz, e me sinto grato a todos as pessoas que acreditam no projeto Dançar a Vida. Graças a escola e o projeto pude fazer uma viagem que jamais imaginei.

Muito Obrigado a todos. “

Bailarino do projeto social Dançar a Vida

Bailarino do projeto social Dançar a Vida

Bailarino do projeto social Dançar a Vida

O Projeto Dançar a Vida no Encontro com Fátima Bernardes

O Bailarino Jonatas Soares foi convidado pela equipe do programa da Fátima Bernardes para contar um pouco sobre a sua experiência no festival YAGP, em Nova York.A apresentadora que adora o tema “dança” ficou encantada com a história de vida do bailarino.

Projeto Dançar a Vida no Encontro com Fátima Bernardes

Hiago Castro contratado pela São Paulo Cia de Dança

Hiago Castro, aluno do Projeto Social Dançar a Vida, foi contratado pela São Paulo Cia de Dança. Criada em janeiro de 2008 pelo Governo do Estado de São Paulo, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) é dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, bailarina, documentarista e escritora. A SPCD apresenta espetáculos no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior. Ao longo desse período, já foi assistida por um público superior a 500 mil pessoas em 14 diferentes países, passando aproximadamente 100 cidades, em mais de 550 apresentações.
Desejamos boa sorte nessa nova etapa!!

Hiago Castro contratado pela São Paulo Cia de Dança

Mayara magri –  Promovida a solista do Royal Ballet, Londres

Aos 8 anos, ela fez um requerimento de bolsa de estudos para a Escola Petite Danse, através do Projeto Social Dançar a Vida. Pequena, magrinha, com brilho nos olhos e um talento indiscutível, pronta para ser trabalhada e anos mais tarde, ingressar em uma grande Cia de dança.

Em 2011, participou do YAGP, em NY e do Prix de Lausanne, na Suiça. Ganhou primeiro lugar em ambos os festivais. Uma conquista inédita para qualquer bailarino Brasileiro.

Pelo YAGP, conseguiu uma bolsa de estudos para O Royal Ballet School, a Escola de dança do Royal. E assim que se formou, foi convidada a ingressa na Cia do Royal Ballet, uma das mais requisitadas do mundo!

Em 2016, foi promovida a SOLISTA, uma posição de destaque dentro do corpo de baile de uma companhia. Esses bailarinos são responsáveis por atuarem nos principais papeis do repertório clássico.

Mayara magri - Promovida a solista do Royal Ballet, Londres

Cia Dançar a Vida em turnê no Chile

A Cia Dançar a Vida é uma extensão do Projeto Social. Jovens bailarinos que se formam no nível técnico da escola, ingressam na Cia, ganhando experiência de palco e aprimoramento da técnica.

Através de diversos trabalhos realizados em 7 anos de existência, a Cia foi ganhando reconhecimento  internacional e em 2016, foi aprovada para participar da mostra de dança internacional Fintdaz que acontece anualmente em três cidades Chilenas: Iquique, AltoHospício e Pozo Almonte.

cia-dancar-a-vida-chile-1

Cia Dançar a vida em turne no Chile

cia-dancar-a-vida-chile-3

O espetáculo apresentado foi A Chapeuzinho Amarelo. Criado em 2014, representa o primeiro trabalho da Cia totalmente voltado para o público infantil. Uma adaptação da história de Chico Buarque de Hollanda, conduzida com trilha sonora de Mozart, direção de Nelma Darzi e coreografia de Marisa Martin.

A Petite no YAGP 2016 – NY

No mês de abril os bailarinos Jonatas Soares e Denílson Almeida puderam realizar o sonho de participar do festival internacional Youth América Grand Prix 2016, em NY. Um dos maiores festivais de dança do mundo!

Uma oportunidade de fazer aulas com profissionais internacionais, de serem observados por diretores de grandes escolas e companhias do mundo, ter contato com bailarinos e professores de vários países e diversas culturas.

Cia Dançar a Vida em turnê no Chile

Festival internacional Youth América Grand Prix 2016
Nesse festival, eles são avaliados pela apresentação de uma variação clássica de repertório, e um solo de estilo livre,  além de aulas de técnica clássica.

O aluno Denílson Almeida foi finalista do concurso, além de ganhar 6 bolsas de estudo para escolas internacionais, como: Harold School (USA), Houston Ballet (USA), Escola de Munique (Alemanha), Nova Zelandia, American Ballet Theater (USA) e Canadá.

O aluno Jonatas Soares foi premiado com 2 bolsas de estudos: Rock School (USA) e Nova Zelandia.

A Petite no YAGP 2016

Esse excelente resultado não seria possível sem a ajuda mensal de todos vocês, que colaboram para que eles continuem se preparando para realizar os seus sonhos. Para a viagem, eles também tiveram apoio de pessoas que apadrinharam esse sonho, além de ajuda através de uma plataforma de crowdfunding (Vakinha).

O Projeto social dançar a vida comemora mais uma parceria!

A partir de agora, alunos do Projeto Social têm direito a tratamento dentário gratuito, através da parceria que realizamos com o Dentista do Bem.

Abertas as inscrições para o Projeto Social Dançar a Vida

Estão abertas as inscrições para o Projeto Social Dançar a Vida.
Jovens entre 8 e 14 anos, estudantes da rede de ensino público e famílias com renda mensal de até 2 salários mínimos, podem participar da seleção de novos alunos.

Período de Pré-inscrição: de 8 a 17 de dezembro de 2015 e de 7 a 20 de Janeiro de 2016

Procedimento:
1 – Os responsáveis deverão preencher uma ficha na Secretaria da escola com os dados da criança e do responsável.
2- Depois deverão comparecer no dia agendado para a avaliação prática e entrevista. Nesse dia um responsável deverá acompanhar a criança até a escola

Dias da avaliação:
Unidade Barra – dia 27 de Janeiro (4ª feira) às 15h – Estrada da Barra da Tijuca nº 1636 Itanhangá Center
Unidade Tijuca – dia 28 de Janeiro ás 15h – Rua Uruguai nº 463
Unidade Cidade Jardim – dia 29 de janeiro – Avenida Vice Presidente José Alencar 1350 – Sobreloja

AudiçãoSite

Ivan Duarte é destaque no USA International Ballet Competition

Em 2014, o USA International Ballet Competition contou com 99 bailarinos e bailarinas de 20 países, selecionados entre os melhores do mundo.

Ivan Duarte, aluno do Projeto Social Dançar a Vida, passou pelos três rounds e conquistou a medalha de bronze com muito esforço e dedicação!

Bailarino Ivan Duarte

Devido a sua performance, o bailarino ganhou contrato para a Cia de Orlando.

Parabéns Ivan!

Gabriela Mattos é contratada para a Cia Deborah Colker

Ela é aluna da Petite desde pequena e também faz parte do Projeto Social Dançar a Vida. Esse ano, protagonizou nosso espetáculo de final de ano, se despedindo da Petite para alcançar novos desafios!

Estamos felizes por mais essa conquista.

Gabriela Mattos é contratada para a Cia Deborah Colker

João é aluno do Projeto Social Dançar a Vida

Aluno é tão carismático e encantador que chamou a atenção do prefeito Eduardo Paes.

João é aluno do Projeto Social Dançar a Vida e encanta prefeito Eduardo Paes

João é aluno do Projeto Social Dançar a Vida em três modalidades: Ballet, Jazz e Sapateado. Ele é tão carismático e encantador que chamou a atenção do prefeito Eduardo Paes e recebeu elogios após o espetáculo de final de ano da Unidade Barra, que aconteceu nos dias 07 e 08 de dezembro na grande sala da Cidade das Artes.

 

A Petite Danse foi indicada pela Revista Época

Revista Época indicou os 150 melhores estabelecimentos do Rio de Janeiro, e um dos destaques foi a Petite Danse.

Revista Época indicou os 150 melhores estabelecimentos do Rio de Janeiro, e um dos destaques foi a Petite Danse

A Revista Época de novembro lançou uma edição especial destacando os 150 melhores estabelecimentos do Rio de Janeiro.

A Petite está lá na categoria “Bem Estar” (pág 97).

Os resultados foram definidos por 44 jurados, além do grupo de Repórteres e fotógrafos da Editora Globo. ” Um esforço de apuração correspondente à qualidade que os estabelecimentos oferecem todos os dias”.

Recebemos como uma grande homenagem à Escola que completou 25 anos em 2013.

 

18º Prêmio Claudia

Nelma Darzi – Vencedora do Prêmio Claudia na categoria Cultura

O Prêmio CLAUDIA representa a maior premiação feminina da América Latina. Na noite da segunda-feira, 7 de outubro, congratulou sete mulheres por suas histórias de amor a diferentes causas. As trajetórias de vidas dedicadas a levar conhecimento, oportunidades, cultura e direitos às outras pessoas comoveram e inspiraram os presentes na Sala São Paulo, no centro da capital paulista.

Nelma Darzi, fundadora e atual diretora da Petite Danse, recebeu o troféu na categoria CULTURA, pelo desenvolvimento do projeto social Dançar a Vida:
“O Prêmio CLAUDIA me estimulou a pensar em novas ideias para o projeto Dançar a Vida e em maneiras de torná-lo mais sustentável. Já estou pensando em procurar parceiros para lançar produtos com a marca para financiar o projeto.” Diz Nelma.

Sua primeira edição, foi em 1996 com o objetivo de descobrir e destacar mulheres competentes, talentosas, inovadoras e empenhadas em construir um Brasil melhor. Desde então, com coragem e ousadia, ano a ano, mais e mais finalistas provam que é possível encontrar soluções para os mais variados problemas da nossa sociedade.

 

Uma nova unidade Petite Danse será inaugurada em Janeiro de 2014.

Escola de Dança | Petite Danse

Situada no condomínio Cidade Jardim, na Barra da Tijuca (Próximo aos bairros do recreio e Jacarepaguá).
No total, será uma área de 500 m2, distribuídos por 4 salas.
Em dezembro abriremos as matrículas para as seguintes modalidades: Ballet Clássico, Jazz, Sapateado, Dança de Salão, Street Dance e Alongamento. Todas as idades.
Esperamos vê-los lá!!!

 

Espetáculo de Dança “Enquanto a Banda Passar”

Projeto Social “Dançar a Vida”, associação sem fins lucrativos, em parceria com a Escola de Dança Petite Danse, apresenta o espetáculo de dança “Enquanto a Banda Passar”.

O Espetáculo, da Cia Jovem Dançar a Vida, pretende conduzir para uma reflexão a respeito das coisa simples da vida, inspirado principalmente pela música “A Banda” que por sua simplicidade conseguiu conquistar pessoas de todas as gerações, como foi exaltado pelo poeta Carlos Drumond de Andrade em entrevista ao jornal Correio da Manhã no ano de 1966: “a felicidade geral com que foi recebida essa banda tão simples, tão brasileira e tão antiga na sua tradição lírica, que uma rapaz de pouco mais de vinte anos botou na rua, alvoroçando novos e velhos, dá bem a ideia de como andávamos precisando de amor”. E ainda andamos precisando, por isso venha se emocionar e ver que os sonhos não terminam enquanto a banda passar…

Espetáculo "Enquanto a Banda Passar"
* Espetáculo de Dança – Elenco: Cia Jovem Dançar a Vida – Entrada Franca – Censura Livre

 

Espetáculo “Enquanto a Banda Passar” – Arena Cultural Jovelina Pérola Negra – Pavuna

Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"

Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"

Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"

Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"   Ensaio dos bailarinos para o espetáculo "Enquanto a Banda Passar"

O Projeto Social

O Projeto Social “Dançar a Vida”, associação sem fins lucrativos, em parceria com a Escola de Dança Petite Danse, utiliza-se do próprio método de ensino através do Curso de Formação Profissional para Bailarinos autorizado pelo Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro.

O projeto recebe crianças e adolescentes de diversas comunidades do Rio de Janeiro, nos bairros da Tijuca, Barra da Tijuca e localidades do seu entorno, onde encontram-se comunidades de baixa renda como o Morro da Formiga, Borel, Salgueiro, Tijuquinha, Rio das Pedras entre outros.

Partindo do princípio de que a arte é um dos melhores caminhos para se alcançar a qualidade de valores morais e educacionais, decidimos assim investir num programa educacional voltado para o ensino da dança, buscando uma visão integral do ser humano. Saiba mais.

A Cia

Com o intuito de prepararmos os alunos para um estágio profissional, realizamos em 2009 um projeto cultural intitulado “Villa Lobos, Uma Canção de Amor”, onde criamos um espetáculo de dança narrando a trajetória de vida do grande músico e compositor brasileiro Heitor Villa Lobos. Esse espetáculo obteve o apoio do BNDES através da Lei Rouanet de Incentivo a Cultura e durante nove meses foram realizadas 72 apresentações em diversos teatros e lonas culturais, atingindo um público para mais de 30.000 pessoas.

Com o sucesso alcançado por esse trabalho, foi criada a Companhia Jovem Dançar a Vida que em 2010 recebeu o patrocínio da Eletrobrás e do BNDES para a realização do espetáculo “Nos Passos da Dança”. Saiba mais sobre a Cia de Dança

 
Projeto Social "Dancar a Vida" - Academia de Danca Petite Danse Projeto Social "Dancar a Vida" - Academia de Danca Petite Danse Projeto Social "Dancar a Vida" - Academia de Danca Petite Danse Projeto Social "Dancar a Vida" - Academia de Danca Petite Danse Projeto Social "Dancar a Vida" - Academia de Danca Petite Danse Projeto Social "Dancar a Vida" - Academia de Danca Petite Danse



Dança é Cultura

"A cultura é base para a construção da identidade de um povo, seja de forma religiosa, lúdica ou performática, expressada através de manifestações culturais em diversas áreas como música, esportes e dança. Baseado nesses princípios, entendemos que a dança pode contribuir significativamente para a construção de uma sociedade mais justa, facilitando a inserção de valores morais e éticos, pilares para formação de qualquer indivíduo."